Escolha uma Página

Muitas mulheres só conhecem o Yoga quando estão grávidas. E isso é maravilhoso!

Claro que o Yoga é ótimo em todas as fases da vida, mas na gestação ele é ainda mais especial porque promove para a mãe momentos de conexão com ela e seu bebê, além de ser uma atividade física.

Por ser de baixo impacto é muito recomendada pelos obstetras.

Se a mulher está procurando um parto natural, então… É a atividade perfeita!

Então quando pode começar? Agora mesmo!

De maneira difundida a gestação é dividida em 3 fases, 3 trimestres. E assim também é no preparo das aulas. Para o primeiro trimestre, reservamos atividades de conexão, respiração, alongamentos leves e relaxamentos.

Essa fase é muito delicada. Dificilmente se descobre a gravidez antes da 6ª semana, podendo comprometer toda a gestação caso haja algum descolamento ou sangramento, por exemplo, por uma atividade mal executada.

Nesse momento inicial é melhor se acalmar e já começar o exercício, a prática, adquirir o hábito de dialogar com a barriga, direcionar pensamentos e atenção, afinal tudo vai mudar!

E quando o corpo começa a mudar, no segundo trimestre os exercícios ficam mais fortes, promovendo tônus e fortalecendo a musculatura. Pernas, costas e braços precisam estar bem, afinal nos últimos meses o peso e as curvas serão muito diferentes do que a mulher tinha antes de engravidar.

É também no último trimestre que os exercícios para ajudar no parto começam. Movimentos repetidos, ensaio de posições e relaxamentos guiados pra preparar mamãe e bebê para o grande momento!

Você precisa de uma professora que esteja preparada para trabalhar com gestantes, esteja envolvida nesse novo mundo que você está conhecendo e te cative, de maneira a te ajudar a se sentir mais segura, mais tranquila e mais perto do que você busca.